Aventura do Casal com a Vanessa Travesti

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Uma aventura do casal com uma travesti chamada Vanessa;

  • Personagens: Vanessa, Esposa e Marido;

  • Características:

    • Travesti linda,

    • Travesti loira,

    • Travesti com pau grande;

Sempre adoramos ver os bailes de carnaval na televisão.

Vibrávamos e tínhamos a maior tesão com as cenas picantes mostradas e tínhamos muita tesão com os bailes do gala gay e os bailes do Scala.

Sempre sonhei em ficar peladinha em um salão de baile e sempre tivemos o maior desejo de transar com um travesti.

No carnaval de 1995, fomos a um clube aqui de Porto Alegre que é sabidamente um clube de encontros e sacanagem.

Nesse dia, estava sendo realizada a noite do Topless. Coloquei uma micro tanguinha, por baixo um macacão de renda tipo redinha e uma camiseta por cima e para lá nos dirigimos.

Lá chegando e estando o local bem animado, dançamos, bebemos e nos divertimos bastante.

Por volta das 02:00hs. começou o desfile das garotas de Topless, a rapaziada ficou maluca.

As luzes foram apagadas e elas desfilaram em um palco com os seios de fora, ao som de músicas de carnaval.

Ficamos olhando o desfile no meio do salão, meu marido então me agarrou por trás, me encoxou e aproveitou para tirar minha camiseta.

Imaginem só o resultado, eu no meio do salão, embora com as luzes apagadas, com um macacão de redinha, que não tapava nada, este baita rabo com um fio dental que mal tapava a minha chana e deixava todo o meu cúzinho de fora, foi um assédio total.

Os homens nos cercaram por todos os lado, cada qual querendo tirar uma casquinha, enfiavam a mão onde podiam… meu marido não satisfeito me levou para um canto mais escuro do salão e me tirou o macacão, me deixando somente de tanguinha, com os seios de fora.

Várias mãos me apalpavam.

O pau do meu marido a esta hora parecia que ia explodir de tanta tesão, ele tirou o cacete para para fora, agarrou minha cabeça e o enfiou na minha boca.

A barra começou a ficar pesada, os ânimos exaltados e sentimos que a situação podia fugir do controle.

Resolvemos ir embora, mas antes aproveitei para dar uma voltinha no salão, do jeito que estava.

Fomos terminar nossa noite em uma boate gay.

Logo que lá chegamos, nos chamou a atenção uma loira lindíssima, que após puxarmos conversa e fazer amizade, nos revelou ser um travesti e se chamar Vanessa.

Ela vestia um micro vestido branco, tinha pernas maravilhosas, por baixo uma mini tanguinha enlouquecedora e os seios eram perfeitos.

Eu dancei com ela, meu marido dançou com ela… nós a agarramos… beijamos… bolinamos… e quase a deixamos pelada na boate.

Após um certo tempo a convidamos para ir a outro local, o que ela prontamente aceitou.

A levamos a um motel e lá chegando meu marido começou a encoxa-la por trás, enquanto eu a beijava e tirava sua roupa.

Fomos para dentro da piscina onde a ensaboamos e massageamos todo o seu corpo.

Para nossa surpresa a Vanessa tinha um cacete enorme, que logo pus na boca e me deliciei… Chupei… mordi…. lambi… enfiei meu dedo no cúzinho dela, que delirava enquanto fazia um boquete no pau do meu marido.

Quando o pau dela endureceu, pedi para que ela metesse em mim por trás, bem fundo, dando estocadas fortes e passando os seios nas minhas costas.

Depois fomos para a cama onde eu deitei de costas e o nosso travesti meteu o cacete até a raiz na minha chaninha, enquanto meu marido comia o seu cúzinho, e eu apertava, chupava e mamava nos seus seios.

Depois fizemos um sessenta e nove, quando a Vanessa me chupou enquanto eu a chupava e enfiava um consolo no seu rabo enquanto o meu marido enfiava a pica no meu.

Por último fizemos um trensinho, a Vanessa meteu no meu cúzinho e o meu marido no dela.

Depois a Vanessa queria que meu marido puxasse o trem e ele fugiu da raia… desta vez… mas veremos da próxima…

Adoramos e curtimos cada momento com nossa amiga.

Após algum tempo nos curtindo a Vanessa casou e foi embora de Porto Alegre.

Estamos a procura de outra Vanessa, linda, bem feita de corpo e que goste de transar com um casal carinhoso.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Nenhum comentário


Você pode deixar o primeiro : )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Humano? * Tempo limite excedido